terça-feira, 3 de setembro de 2019

Resenha - Quem era ela

Resenha por: Sérgio Fragoso
Título: Quem era ela
Autora: J P Delaney
Gênero: Suspense/ Mistério
Páginas: 336
Ano: 2017
Editora: Intrínseca
Adicione no Skoob
Compre na Amazon
Nota: 📕📕📕📕📕

Sinopse:
Tudo que é seu hoje, um dia já foi dela. Ela era como você. E, ao tentar fugir, você fará as mesmas escolhas e seguirá pelo mesmo caminho.
É preciso responder a uma série de perguntas, passar por um criterioso processo de seleção e se comprometer a seguir inúmeras regras para morar no nº 1 da Folgate Street, uma casa linda e minimalista, obra-prima da arquitetura em Londres. Mas há um preço a se pagar para viver no lugar perfeito. Mesmo em condições tão peculiares, a casa atrai inúmeros interessados, entre eles Jane, uma mulher que, depois de uma terrível perda, busca um ponto de recomeço.
Jane é incapaz de resistir aos encantos da casa, mas pouco depois de se mudar descobre a morte trágica da inquilina anterior. Há muitos segredos por trás daquelas paredes claras e imaculadas. Com tantas regras a cumprir, tantos fatos estranhos acontecendo ao seu redor e uma sensação constante de estar sendo observada, o que parecia um ambiente tranquilo na verdade se mostra ameaçador.
Enquanto tenta descobrir quem era aquela mulher que habitou o mesmo espaço que o seu, Jane vê sua vida se entrelaçar à da outra garota e sente que precisa se apressar para descobrir a verdade ou corre o risco de ter o mesmo destino. Com um suspense de tirar o fôlego e um clima de tensão do início ao fim, JP Delaney constrói um thriller brilhante repleto de reviravoltas até a última página. Uma história de duplicidade, morte e mentiras.

Sobre o livro
Jane ao se mudar para aquela casa, não apenas se apaixona pelo ambiente, mas também pelo responsável pela sua construção. Desde o primeiro olhar ela sabia que havia interesse mútuo entre eles, não demorou muito para aquele homem maravilhoso fosse parar em sua cama.
Mas coisas estranhas começam a acontecer, flores são deixadas todos os dias na porta de sua casa, Jane acredita que pode estar sendo vigiada e que pode estar correndo perigo. Não demora muito para que ela descubra o que aconteceu com a moradora anterior. Emma foi encontrada morta ao pé da escada, a polícia acredita que foi apenas um acidente. No entanto, Jane começa a acreditar que foi o próprio namorado de Emma, seu atual amante que foi o responsável por tudo.

Jane começa a acreditar que o sujeito está repetindo tudo o que fez com Emma, e que ela pode estar correndo perigo se continuar naquela casa e naquele relacionamento. Mas muita coisa ainda precisa ser esclarecida, alguém mentiu ou ainda está mentindo. Jane fará de tudo para descobrir a verdade sobre Emma para que possa descobrir quem era ela.

Minha opinião
O livro é contado pelas duas mulheres, Emma e Jane, cada uma delas tem um capítulo em sequência, tudo o que aconteceu com uma está acontecendo com a outra de maneira quase idêntica. No começo o livro parece um pouco confuso, mas depois as coisas vão se encaixando, não vemos a hora de virar as páginas e descobrir o que de fato aconteceu. Se realmente existe um assassino e quem era ela.

terça-feira, 30 de julho de 2019

Resenha - Eu estive aqui



Resenha por: Sérgio Fragoso
Título: Eu estive aqui
Autora: Gayle Forman
Gênero:
Páginas: 240
Ano: 2015
Editora: Arqueiro
Adicione no Skoob
Compre na Amazon
Nota: 📕📕📕📕

Sinopse: Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo...

Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal?

A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos.

Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... E de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida.

Eu Estive Aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.

Sobre o livro:
Cody está muito abalada com o suicídio de sua melhor amiga, Meg. De certa forma ela sente-se culpada por aquilo, acredita que se estivesse mais presente na vida da amiga, tudo poderia ser evitado. Cabe a Cody viajar até o alojamento e trazer de volta as coisas de Meg, é lá que ela conhecerá Ben McCllister, o cara com quem Meg estava provavelmente estava ficando. Um misto de raiva e de outros sentimentos surge entre os dois, Cody acredita que Ben também é culpado pela morte da amiga.

Ao retornar para casa e ganhar o notebook de Meg de presente dos pais dela, Cody começa a mexer no computador e descobre coisas de que não tinha conhecimento, algo de muito terrível, e que sua amiga jamais lhe falou sobre. Cody descobre que não conhecia a amiga de verdade.

Agora ela quer saber o que de fato aconteceu, o que levou Meg a cometer suicídio. Para isso ela vai contar com a ajuda de um amigo para acessar arquivos secretos no computador e então sairá em busca do culpado. Cody vai sentir na pele o que a amiga passou e talvez descubra que nem tudo é o que realmente parece.

Minha opinião:
Achei a escrita boa, mas de certa forma, acredito que o enredo poderia ter sido um pouco mais elaborado, não estou criticando a autora, mas a história é basicamente uma garota em busca de descobrir a verdade, percorrendo milhares de quilômetros, arriscando a própria vida para descobrir o que de fato aconteceu com a amiga.

terça-feira, 23 de julho de 2019

Resenha - Até o fim







Resenha por: Sérgio Fragoso
Título: Até o fim
Autor(a): Harlan Coben
Gênero: Suspense
Páginas: 272
Ano: 2019
Compre: Amazon
Adicione: Skoob
Nota: 📕📕📕📕📕

Sinopse: O detetive Nap Dumas nunca mais foi o mesmo após o último ano do colégio, quando seu irmão Leo e a namorada, Diana, foram encontrados mortos nos trilhos da ferrovia. Além disso, Maura, o amor da vida de Nap, terminou com ele e desapareceu sem justificativa.

Por quinze anos, o detetive procurou pela ex-namorada e buscou a verdadeira razão por trás da morte do irmão. Agora, parece que finalmente há uma pista.
As digitais de Maura surgem no carro de um suposto assassino e Nap embarca em uma jornada por explicações, que apenas levam a mais perguntas: sobre a mulher que amava, os amigos de infância que pensava conhecer, a base militar próxima a sua antiga casa.
Em meio às investigações, Nap percebe que as mortes de Leo e Diana são ainda mais sombrias e sinistras do que ele ousava imaginar.

O livro: Duas mortes trágicas, dois jovens que teoricamente cometeram suicídio se atirando na frente de um trem depois de se drogarem. Isso é o que todo pensam que aconteceu quinze anos antes. O irmão de Nap, Léo e a namorada Diana foram encontrados sobre os trilhos da linha do trem. 


Nap nunca acreditou que aquilo foi um simples acidente, principalmente porque sua namorada foi embora misteriosamente e nunca disse por que razão havia o abandonado depois daquela noite trágica. Um novo assassinato acontece, um dos amigos de Nap e de Maura é encontrado morto e as impressões digitais de Maura são encontradas no carro do assassino. Nap tenta entender o que aconteceu e vai em busca de maura e de pistas que possam explicar o que realmente aconteceu naquela noite quinze anos antes.

Nap acredita que seu irmão e a namorada foram assassinados e fará de tudo para encontrar as provas necessárias, mas isso pode ser muito arriscado, sua vida e a de seus grandes amigos podem ficar em jogo. Muita gente está mentindo e ele precisará passar por cima de regras para mostrar que sempre esteve certo.

Minha opinião: é o segundo livro que leio do Coben, posso dizer que a escrita dele é maravilhosa, ele consegue criar um mistério envolvente num caso muito complicado. Você não consegue parar de ler até descobrir o que acontecerá no final do livro.

domingo, 28 de abril de 2019

Para que serve a orelha da capa de um livro?

Para que serve a orelha da capa de um livro? Parece uma pergunta tola, mas a verdade é que muita gente acredita que a orelha da capa de um livro serve de marcador. Mas então para que é que serve a orelha da capa do livro?
Ela serve para colocar as informações sobre o autor do livro, informações sobre outros livros do autor, um breve resumo da obra. Coisas que podem aguçar a curiosidade do leitor e até mesmo influenciar na compra do livro.

Mas por que não posso usar a orelha como marcador? Veja a imagem abaixo:


Porque isso vai estragar o livro, vai danificar a lombada e deixar o livro todo deformado. Se você é uma pessoa que realmente ama seus livros certamente não fará uma coisa dessas. Eu mesmo fico com o coração partido quando vejo alguém fazendo isso com um livro. Para isso que existem os marcadores.

Mas como eu posso conseguir marcadores se quando compro os livros eles não vem juntos?
Quando você compra livros diretamente na livraria, basta você pedir marcadores caso eles não entreguem sem pedir. Se você costuma ler livros de autores independentes, também é possível ganhar marcadores. Basta entrar em contato com o autor(a) e pedir. Tenho certeza que muitos ficaram muito felizes em enviar marcadores como forma de divulgar o trabalho deles.

Eu mesmo envio marcadores para todos que me pedem, basta dizer que leu algum de meus livros.

Resenha - Beijinho no ombro

Resenha por: Sérgio Fragoso

Título: Beijinho no ombro
Autor(a): Liliana Mathias
Gênero: Romance
Páginas: 142
Ano:2018
Compre: Amazon
Adicione: Skoob
Nota: 📕📕📕📕📕

Sinopse:
Linna Blaschel era a menina mais azarada da turma 804 do colégio Fênix, o qual ela apelidava carinhosamente de prisão.
Órfã de pai, filha de mãe solteira e zero de autoestima, Linna vivia escondendo-se pelos cantos, a fim de fugir do bullying dos colegas e das armadilhas do destino.
Seus limitados momentos de alegria? À noite, quando Linna refugiava-se nos livros e mergulhava em seus sonhos. Mas o que será ela sonhava que a deixava assim, tão feliz? E que segredos ela escondia no baú, embaixo do assoalho de seu humilde lar? Mas o garoto da livraria não era mais mistério para ninguém; Linna estava mesmo apaixonada. Enrico, além de ser o novo menino mais bonito do colégio, já tinha dono: Mirela Muller; a garota mais chata, mais metida, mais esnobe e mais linda do pedaço.
E agora Linna Blaschel? Vai encarar essa e mandar um beijinho no ombro para essa patricinha? Ou vai continuar correndo da sua própria vida? 

O livro
Linna nunca conheceu o pai, é filha de mãe solteira e isso em parte é responsável pela sua baixa autoestima. Não bastasse isso a moça ainda sofre bullying de seus colegas na escola, ela não é feliz e se pudesse nunca mais iria à escola.

A moça não é feliz no mundo real, ela encontra alegria apenas quando está lendo um de seus livros. Ela está apaixonada, mas sabe que não tem a menor chance.

Segredos do passado e um homem desconhecido podem causar uma reviravolta na vida de Linna. Será que ela vai conseguir superar o bullying? Será que aquele homem estranho vai trazer ainda mais problemas para ela e para sua mãe que já tem preocupações demais?

Minha opinião
A escrita da Liliana é maravilhosa, ela tem uma escrita poética e consegue criar histórias maravilhosas.

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Resenha - Ilhadas

Resenha por: Sérgio Fragoso

Título: Ilhadas
Autor(a): Denis Lenzi
Gênero: Suspense/mistério
Páginas: 85
Ano:2018
Compre: Amazon
Adicione: Skoob
Nota: 📕📕📕📕📕
Sinopse:
Telma não tinha alternativa quando viu que ficaria ilhada pela enchente e havia somente dois únicos moradores no prédio: a síndica e o policial aposentado. A maioria dos moradores saiu para abrigar-se em outro lugar e ela tinha que ficar no apartamento por um bom motivo: cuidar da sua irmã mais velha, Lorena, que foi acometida pela Síndrome de Cotard, uma doença mental que faz a pessoa pensar que está morta, depois de sofrer violência física e psicológica nas mãos do seu marido, Klaus, um homem violento e perigoso que tentou atentar a sua vida dois anos atrás. Agora, o ex-marido encontrou uma forma de entrar no prédio. Sua intenção: matá-las.
Como Telma fará para proteger-se, além da sua irmã, em um prédio ilhado, sem energia, sem telefone e sem contato com a polícia?

O livro
Uma enchente inesperada e Telma fica ilhada junto de sua irmã que sofre e uma doença mental. No prédio restam apenas as duas moradoras e mais alguém responsável pelo prédio. Não existe como fugir dali e nem pedir socorro, pois toda a comunicação foi cortada, assim como a energia elétrica.
Não demora muito tempo para que Telma comece a ouvir passos e até mesmo ver o vulto de uma pessoa que ela não conseguiu identificar. Ele acredita que o ex-marido da irmã pode ter voltado para se vingar das duas.

É então que assassinatos acontecem e Telma se vê frente a frente com seu algoz, mas aquilo tudo realmente aconteceu, ou é apenas fruto da imaginação de Telma?

Leia e tente decifrar tirando as suas próprias conclusões.

Sobre o livro
Quando estamos lendo é possível acreditar que tudo é verdade, mas depois já não se sabe mais o que é real ou ilusão. Interessante a maneira como a autora trabalhou a escrita. Apenas precisa arrumar alguns erros no texto. Também poderia ser trabalhado de maneira que fosse transformado em um livro mais extenso.

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Resenha - Assassinato no beco

Resenha por: Sérgio Fragoso

Título: Assassinato no beco
Autor(a): Agatha Christie
Gênero: Policial
Páginas: 225
Ano: 1987
Editora: Record
Adicione: Skoob
Nota: 📕📕📕📕📕
Sinopse:
Como uma mulher poderia segurar um revólver com a mão direita e, ao mesmo tempo, conseguir atirar na própria têmpora esquerda? Que relação haveria entre a visão de um fantasma e o desaparecimento de planos militares ultra-secretos? Como a bala que matou Sir Gervase pôde estilhaçar um espelho que ficava do outro lado do quarto? E quem destruiu o ´eterno triângulo amoroso´ que envolvia a famosa beldade Valentine Chantry? Hercule Poirot está diante de quatro casos misteriosos - cada um deles é um clássico em miniatura, tanto pelas caracterizações e incidentes quanto pelo suspense.
Contos: Assassinato no beco, O roubo inacreditável, O espelho do morto, Triângulo de Rodes.
O livro
O nome deste livro é apenas o título de um dos quatro contos que compõem a obra e nenhum deles tem relação entre si. Este é o primeiro livro que eu leio da Agatha Christie, portanto ainda não conhecia os métodos do famoso detetive Poirot.
Em uma época onde os métodos investigativos ainda eram muito pouco sofisticados era preciso muito mais do que provas para saber quem era o culpado por algum crime. Poirot com toda a sua genialidade não precisa de muita coisa para desvendar os mistérios. Basta que ele analise a cena do crime para saber que aquilo que parece que aconteceu é totalmente diferente da realidade.
O detetive consegue ver muito além, um simples objeto fora de lugar, a posição de um corpo, uma porta fechada. Tudo se transforma em pistas e além disso, Poirot também analisa o comportamento de todos que estão próximos da cena do crime ou que tiveram algum contato com a vítima.

Assim rapidamente todos os crimes e mistérios são resolvidos. Mesmo quando uma morte parece suicídio e todos acreditam nisso, Poirot não se deixa enganar e coloca toda a sua genialidade em ação.

terça-feira, 16 de abril de 2019

Resenha - A próxima porta

Resenha por: Sérgio Fragoso

Título: A próxima porta
Autor(a): Blake Pierce
Gênero: Suspense
Páginas: 201
Ano: 2018
Compre: Amazon
Adicione: Skoob
Nota: 📕📕📕📕📕

Sinopse
Chloe sente que a vida está finalmente perfeita quando volta para sua cidade natal, em uma nova casa, com seu noivo. Sua carreira no FBI parece promissora, e seu casamento está por vir.

Mas ela aprende que nem tudo é o que parece. Chloe comece a enxergar o outro lado – as fofocas, os segredos – as mentiras – e acaba encontrando-se caçada por seus próprios demônios: a morte misteriosa de sua mãe, quando ela tinha 10 anos, e a prisão de seu pai.

Quando um corpo é encontrado morto, Chloe logo percebe que seu passado, em sua pequena cidade, pode ser a chave para desvendar os dois crimes.

Um suspense psicológico repleto de emoção com personagens robustos, em um ambiente de cidade pequena e que acelera o coração. A PRÓXIMA PORTA é o livro 1 de uma nova série fascinante, que o fará ler páginas e páginas noite adentro.

O livro
Este é o quinto livro que eu leio do autor. Ele é bem diferente dos anteriores, pois não existe um serial killer em ação, mas sim um mistério por trás de um possível crime do passado.

Chloe sofre com as lembranças do passado, não conseguiu superar a morte da mãe quando ela tinha apenas dez anos de idade. Hoje com vinte e sete anos ela é quase uma agente do FBI e depois de muitos anos volta a morar na mesma cidade onde vivia quando tudo aconteceu.

Na pequena cidade também vive a sua irmã gemêa que também sofre com o passado. Ao contrário de Chloe, Danielle não tem seguido por caminhos bons e costuma se envolver em encrencas com muita frequência. Além disso, o namorado de Chloe não vai muito com a cara dela.

A vida das duas tinha tudo para dar certo na cidade pacata, mas algo de muito terrível acontece e tudo começa a desmoronar como um castelo de areia atingido pela água do mar. Chloe terá que tomar muitas decisões que vão prejudicar fortemente a sua vida, mas ela tem certeza de que vai fazer a coisa certa. No entanto, Chloe terá muito trabalho para provar que estava certa.

Minha opinião
Entre todos os livros dele, este é o que encontrei menos erros. Não foi publicado por uma editora, então é algo que ainda pode ser melhorado. Gosto do estilo do autor, ele trabalhou bem esse mistério e prende o leitor até o final do livro.

sexta-feira, 22 de março de 2019

Resenha - Sob a luz dos seus olhos

Resenha por: Sérgio Fragoso
Título: Sob a luz dos seus olhos
Autor(a): Chris Melo
Gênero: Romance
Páginas: 284
Ano: 2016
Compre: Amazon
Editora: Fábrica231
Nota 📕📕📕📕📕
Sinopse: Elisa embarca para a Inglaterra decidida a começar sua vida adulta. Leva na bagagem todos os seus planos para o futuro, sua sede por conhecimento e o desejo de trilhar os primeiros passos de sua almejada carreira como editora.
Paul vive intensamente cada hora de sua vida. Ele gosta de pegar a estrada, conhecer pessoas e segue tentando provar o seu valor como ator. Seus amigos são sua única companhia para não desistir de sua carreira e futuro.
Poderia ser apenas um encontro casual entre dois jovens tentando achar o seu lugar no mundo, mas Paul e Elisa embarcam em uma profunda jornada rumo ao desconhecido. Eles se descobrem no sublime encontro de duas almas. Percorrem um longo caminho de autoconhecimento, superação, dor, perdão e recomeços. Esta é uma história para corações fortes, e para os que acreditam intensamente no poder do amor.

O livro
O livro é perfeito. Conta a história da Elisa, uma jovem que viaja para a Europa para fazer estágio em uma editora e acaba conhecendo o grande amor da vida dela. Agora ela precisa decidir se continuará na Europa ou retornará ao Brasil conforme havia prometido para sua família. As coisas não saem conforme ela planejou e precisará retornar ao Brasil e deixar de lado seus sonhos e lutar pela própria vida. Quando tudo parecia ter finalmente dado certo o destino mais uma vez pregou uma peça em Elisa que precisará ser forte para enfrentar todas as consequências de ter escolhido viver aquele grande amor.

Uma linda história de amor.

sábado, 16 de março de 2019

Resenha - O perfume

Resenha por: Sérgio Fragoso

Título: O perfume: a história de um assassino
Autor(a): Patrick Süskind
Gênero: Suspense e mistério
Páginas: 254

Ano: 1985
Editora Record
Compre: Amazon
Adicione: Skoob
Nota: 📕📕📕📕

Sinopse: França, século XVIII. O recém-nascido Jean-Baptiste Grenouille é abandonado pela mãe junto a restos de peixes em um mercado parisiense. Rejeitado também pela natureza, que lhe negou o direito de exalar o cheiro característico dos seres humanos, pelas amas-de-leite e por instituições religiosas, o menino Grenouille cresce sobrevivendo ao repúdio, a acidentes e doenças. Ainda jovem descobre ser dotado de imensa sensibilidade olfativa e parte em busca da essência perfeita, do perfume que lhe falta para seduzir e dominar qualquer pessoa. Nessa busca obsessiva, ele usurpa a essência dos corpos de suas vítimas.

O livro

Século XVIII, Grenouille nasce em meio a tripas e peixes podres e é deixado ali por sua mãe para que morra igual aos seus irmãos. Mas desde o nascimento, Grenouille luta com todas as suas forças para sobreviver e por causa de seu choro ele é encontrado e resgatado. Sua mãe é condenada à morte e ele passa a viver sendo jogado de um lado para o outro, pois a sua sina era ser rejeitado por todos, talvez porque ele não tinha cheiro algum. Ele passa a viver com pessoas que exploram o seu trabalho e o humilham. Mas Grenouille não se importa nem um pouco com isso.

Quando ele conhece um dos perfumistas mais famosos de Paris e passa a ser seu assistente, é ali que ele encontra a sua verdadeira vocação. Com sua principal habilidade ele ajuda o homem a enriquecer e não se importa em ser explorado e deixar que o sujeito leve todos os créditos pelos perfumes que ele cria. O que Grenouille realmente quer é usar o seu principal dom, sua sensibilidade olfativa e aprimorar as técnicas de extração de perfumes para conseguir criar o melhor de todos os perfumes.

Grenouille é libertado para seguir seu caminho depois que o homem se apropriou da maior quantia de fragrâncias possíveis. Ele agora vai em busca de conhecer a técnica que ele ainda desconhece. Depois de praticar muitas e muitas vezes, finalmente ele está preparado para começar a extração do perfume. Quem provém as essências são jovens moças, donzelas e belas, mas para que ele possa extrair o perfume sem qualquer interferência, ele terá que matar uma a uma.

Minha opinião sobre o livro
A edição que li foi a primeira publicada no Brasil e não a da capa acima, mas acredito que não houveram alterações. Dou nota 4 por achar que o autor enrolou muito em pontos que não são importantes para o enredo e entendimento da história e depois matou 24 moças em apenas um capítulo sem descrever um único crime.

Apesar da história se passar no século XVIII, ela tem elementos que fogem completamente da realidade. Um assassino que consegue sentir o cheiro de sua vítima a dois quilômetros de distância e uma orgia em praça pública com dez mil participantes. Fora isso a história é muito bem trabalhada, revela toda a podridão da humanidade e a busca incessante pela perfeição, luxuria, riqueza, egoísmo, tudo o que nos leva para um final terrível.